O município de Formiga tem se destacado na criação de emprego formal e de novos microempreendedores individuais (MEIs).

Em outubro deste ano, o número aumentou consideravelmente para os dois registros, divulgados recentemente pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e pelo Portal do Empreendedor do Governo Federal.

         Se tratando do emprego formal, o saldo positivo foi de 818 contratações contra 681 demissões, o que resultou em 137 novos postos de trabalho. Já a criação de novos MEIs totalizou 4.402 em outubro, número maior do que setembro deste ano, que foi de 4.354, ou seja, 48 novos registros de microempreendedores na cidade.

Emprego formal

O setor de serviços se destacou em outubro com o saldo positivo de 58 vagas de emprego, o comércio ficou em segundo lugar com o saldo de 31 empregos. A construção civil que é uma atividade econômica importante na cidade e fechou outubro com 24 postos de trabalho a mais enquanto que a Indústria da Transformação gerou um saldo positivo de 12 empregos.

         Formiga também tem um saldo positivo quando considerado o período de janeiro a outubro deste ano. No período, foram abertas 7.200 vagas e fechadas 7.167, resultando em mais 33 postos de trabalho. Em julho, Minas Gerais teve saldo positivo de 2.835 empregos, com 150.262 admissões e 147.427 desligamentos.

Na região, os números do emprego foram negativos em julho para Córrego Fundo. Foram 58 admissões e 68 demissões, o que gerou o saldo negativo de 10 empregos. No acumulado, de janeiro a outubro, o saldo foi positivo, com 81 novos postos de trabalho. Em Pains, foram fechadas 51 vagas e abertas 49, o que gerou o saldo de 2 postos de trabalho formal. Considerando de janeiro a outubro, o saldo é positivo com 63 empregos formais. Arcos ficou entre os que conseguiram fechar o mês com saldo negativo no número de empregos formais. Foram abertas 414 vagas e fechadas 605 o que gerou o saldo negativo de 191 postos de trabalho.

         O prefeito Eugênio Vilela destacou que uma das diretrizes do plano de metas da Administração Municipal é oferecer oportunidades de emprego e renda para os cidadãos de Formiga. “Temos enfrentado a crise e a falta de repasses do Estado com muita responsabilidade para continuar promovendo o crescimento da economia e do número de empregos do município.”

Microempreendedores individuais

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas, um novo microempreendedor individual (MEI) é registrado a cada dez segundos no Brasil. A alternativa para driblar a falta de vagas no mercado de trabalho coloca Minas Gerais em segundo lugar dos estados que mais cresce o número de MEIs e Formiga segue com o crescimento de microempreendedores desde abril.

Confira os números:

 2018

Abril: 4058

Maio: 4129

Junho: 4186

Julho: 4239

Agosto: 4320

Setembro: 4354

Outubro: 4402

 

 

Fonte: Decom/Formiga ||

Imprimir

Comentários