O formiguense Cláudio Bernardes participou neste domingo (15), da passagem da Tocha Olímpica Rio 2016, em São João del-Rei. Milhares de pessoas lotaram as ruas da cidade para acompanhar o seu nono dia de tour por Minas Gerais.

De acordo com Cláudio Bernardes, a experiência foi inesquecível. Ele relatou que nunca sentiu em toda a sua vida toda tanta emoção e adrenalina. “Conduzir uma tocha olímpica foi sem sombra de dúvidas a melhor coisa que poderia acontecer comigo. Agradeço o apoio de todos que de alguma forma contribuíram para que eu pudesse realizar este sonho e em especial minha irmã que escreveu a minha história para que eu pudesse concorrer para ser um dos condutores da tocha olímpica e ao Unifor-MG sempre me apoiou nesta jornada”, disse.

Nos principais pontos turísticos, manifestações artísticas e culturais saudavam a passagem da chama, símbolo do esporte. Em seu trajeto, a chama olímpica passou pelas igrejas de Nossa Senhora do Carmo, Nossa Senhora do Rosário e de São Francisco, além da Basílica do Pilar.

Durante a passagem do revezamento pelo centro histórico, a Tocha Olímpica foi saudada pela virada dos sinos. Em seguida, a chama partiu para a Estação Ferroviária de onde seguiu para Tiradentes na tradicional Maria Fumaça.

O trem – remanescente da linha inaugurada em 1881 por Dom Pedro II, a Estrada de Ferro Oeste de Minas – foi um importante corredor logístico para o transporte da produção agrícola e industrial do país. Atualmente, a Maria Fumaça é uma atração turística da região.  O complexo ferroviário é tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional.

Nesta segunda-feira (16), é o último dia de revezamento olímpico em território mineiro. A tocha passará pelas cidades: Bicas, Leopoldina e Muriaé (Zona da Mata), depois seguirá para o interior do Estado do Rio de Janeiro.

Claudinho cursa especialização em “Musculação e Treinamento Funcional Personalizado” e é professor de xadrez no Colégio Aplicação – Unidade 1, nas turmas do 6º ao 9º ano do ensino fundamental.

O formiguense foi inscrito na Campanha de Condutores da Tocha Olímpica Bradesco, por sua irmã Cristiane Bernardes, no ano passado.

 

Imprimir

Fonte:

Com Portais