Foi constatado na semana passada que o aqueduto de água bruta do município, que fica próximo ao local da captação, estava com problemas de vazamento provenientes da própria adutora do córrego que passa sob o aqueduto. As bases que o sustenta se desgastaram, provocando um pequeno desvio da estrutura.
Porém, o problema não é recente. Esse aqueduto foi construído há 35 anos e o vazamento existe há, pelo menos 10, e por falta de manutenção adequada, chegou ao estado em que se encontra no momento.
Na manhã de ontem, segunda-feira, 17, o prefeito Aluísio Veloso se reuniu com o diretor do SAAE, Sérgio Lasmar, com o secretário municipal de obras, Rodrigo Bahia, com o secretário adjunto de obras, Riderson Borges e com técnicos do SAAE para discutir o problema e buscar alternativas imediatas para saná-lo. Em seguida, eles se dirigiram para o local e então foi decidido que hoje (18), funcionários do SAAE e da Secretaria Municipal de Obras, trabalhariam no local para estancar o vazamento e assim resolver o problema, pelo menos momentaneamente, uma vez que o problema é na estrutura e existe a necessidade de construção de um novo pilar, o que será um trabalho mais demorado e minucioso. Obra que terá início logo que a primeira etapa for concluída, afirmou o assessor técnico do SAAE, Cândido de Paula Filho.
Ainda na tarde de ontem, o local do vazamento foi visitado pelos vereadores Gonçalo Faria, Maurício Ribeiro e Marquinho do PT e pela imprensa do município, que a convite da Secretaria Municipal de Comunicação, foi até o local para conhecer e esclarecer dúvidas de interesse da população.
Em função dos trabalhos que estão sendo realizados, a Prefeitura pede que a comunidade colabore e economize água. Isso, porque o fornecimento de água, em toda cidade, foi interrompido às 6h00 e só será restabelecido 24 horas depois.

print
Comentários