Uma explosão de forte intensidade foi registrada na avenida Guiomar Garcia Neto, no Centro de Formiga, por volta das 3h dessa quinta-feira (7).

Na área, que era toda ocupada por imóveis comerciais, o cenário é de completa destruição.

As informações dão conta de que a explosão teria ocorrido no reservatório de gás de uma padaria inaugurada na sexta-feira passada (1º) quando um padeiro chegou ao local para iniciar o dia de trabalho. Leone Márcio Augusto, de 22 anos, faleceu devido à explosão.

O impacto causou ainda danos em vários imóveis da região que precisarão ser periciados pelo Corpo de Bombeiros para saber se haverá necessidade de evacuação.

As autoridades responsáveis foram acionadas e estão fazendo os devidos levantamentos sobre o caso.

Chegando ao local, os militares acionaram a Cemig para desligar a energia, já que a fiação estava exposta. Ao vasculhar os escombros, eles encontraram o corpo da vítima soterrado sob parte da laje. Segundo o Corpo de Bombeiros, o jovem teve o crânio e o tórax esmagados.

Ainda segundo os bombeiros, no local foram encontrados quatro vasilhames de gás dos tipos P190 e P13. O proprietário informou que a central de gás foi instalada por uma empresa de Belo Horizonte. 

Os trabalhos dos bombeiros, que chegaram em três viaturas, foram finalizados por volta das 5h30. Havia escombros do imóvel até na praça do Terminal Rodoviário, do outro lado da rua. 

“Era um comercial de materiais de construção e fizeram uma reformulação comercial. Eram dois pavimentos. Em cima ainda estava em construção e embaixo tinha a padaria”, detalha o sargento Aguiar, do Corpo de Bombeiros. Segundo ele, residências e outros imóveis ao lado e nos fundos também foram danificados. Toda a avenida foi isolada.

Imóvel antes da explosão (Foto: Google Street View/2011)
Foto: WhatsApp

O corpo de Leone Márcio será velado na Funerária do Marquinho e o sepultamento ocorrerá no Cemitério Parque da Saudade.

A Prefeitura de Formiga emitiu nota sobre o ocorrido. Confira:  

Nota de esclarecimento

“A Administração Municipal comunica que no dia 09 de setembro de 2019 deu entrada na Secretaria Municipal de Fazenda um pedido de alvará de funcionamento para um dos estabelecimentos comerciais que explodiram na madrugada desta quinta-feira, dia 07 de novembro, próximo ao Terminal Rodoviário. A solicitação refere-se ao empreendimento que estaria prestes a ser inaugurado no andar de cima do imóvel, o qual abrigaria as seguintes atividades: restaurante, lanchonete, casa de chá, sucos e similares, que estavam em fase de planejamento. No andar de baixo do imóvel já encontrava-se em funcionamento uma padaria que, embora para a qual não houvesse qualquer pedido de ato público de liberação, sendo eles, autorização, concessão, alvará, entre outros, não seria necessário em razão da Lei Federal nº 13.874, recentemente publicada (20 de setembro de 2019), que trata da liberdade econômica e, em seu art. 3º dispensa os referidos atos públicos, uma vez que são consideradas atividades de baixo risco as desenvolvidas naqueles locais.


A Administração Municipal informa que já tomou as providências sobre a limpeza e a liberação do trânsito no local. O Executivo lamenta o ocorrido e se solidariza com a família do funcionário que perdeu a vida no estabelecimento”.

O que diz a empresa

No início da tarde, a empresa Melo Padaria e Confeitaria emitiu uma nota sobre o acidente. Confira na íntegra:

Atualizada às 13h36

Imprimir