Uma imagem registrada pelo fotógrafo Lucas Landau, durante a queima de fogos, no tradicional Réveillon de Copacabana, no Rio de Janeiro, tem se multiplicado nas redes sociais, neste início de 2018.

Na cena, um menino só de bermudas e dentro do mar aparece olhando para o céu, distante da maioria das pessoas, vestidas de branco e abraçadas, na areia da praia.

“Como a foto está sendo bem divulgada, acho válido contextualizar: eu estava a trabalho, fotografando as pessoas, assistindo aos fogos em Copacabana. Ele estava lá, como outras pessoas, encantado. Perguntei a idade, nove, e o nome, mas não ouvi por causa do barulho. Como ele estava dentro do mar (que estava gelado), acabou ficando distante das pessoas. Não sei se estava sozinho ou com família”, postou o fotógrafo em seu perfil no Facebook.

A explicação de autor da foto veio após as várias interpretações da cena. “Uma das leituras possíveis, a mais aparente, sintetiza a exclusão social e o racismo no Brasil de hoje. Por isso a foto é forte e impactante’, escreveu uma internauta. “Se o menino fosse branco ninguém ia ver contraste de nada, nem achar que ele era pobre ou até um menino de rua. Eu vi na foto um menino negro, sentindo frio na água, admirando os fogos”, comentou outra.

Lucas Landau concorda que a fotografia abre margem para várias interpretações. “Todas legítimas, ao meu ver. Existe uma verdade, mas nem eu sei qual é. Me avisem se descobrirem quem é o menino, por favor”, postou.

Até as 9h da manhã desta terça, 3.200 pessoas tinham curtido a fotos, compartilhada 670 vezes.

(Foto: Lucas Landau)

 

Fonte: Hoje em Dia ||

Imprimir

Comentários