Alguns agentes de saúde contratados, do programa Saúde da Família de Formiga, foram surpreendidos essa semana com ligações do setor de Recursos Humanos da Prefeitura, dando conta de que estavam sendo demitidos sem aviso prévio.

Durante a reunião do Legislativo dessa semana, agentes dos postos de saúde dos bairros Alvorada, Areias Brancas e Água Vermelha estiveram presentes para pedir ajuda aos vereadores. “Eu fiz processo seletivo em 2008, tenho muitos anos de serviço para ser demitida dessa forma. Vi no meu holerite que estava escrito demitida, mas achei que era erro, mas depois veio a ligação”, comentou uma das agentes que trabalhava no bairro Água Vermelha.

Os profissionais ainda reclamam que não foram feitos os devidos acertos financeiros e que a verba usada para pagá-los, em nada ajudará a administração a economizar. “O dinheiro é do Ministério da Saúde para o Programa Saúde da Família. É verba carimbada, se não usar com a gente não vai usar com ninguém, até que realizem o concurso que nem tem data para ocorrer, ou seja, não há motivos para as nossas demissões, ainda mais dessa forma desrespeitosa”, comentou outra agente de saúde.

O jornal entrou em contato com a administração municipal para sabe o número total de demissões que serão feitas, critérios e os motivos para a dispensa por telefone e sem prévio aviso, mas ainda não recebeu resposta.

 

 

Lorene Pedrosa

print
Comentários