A Fundação Cesgranrio, que aplica o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), é apontada como responsável por terceirizar a segurança dos cadernos do pré-teste feito em 2010. Dessa forma ela quem pode ter facilitado a violação do sigilo do material, segundo o Ministério Público Federal do Ceará.
O pré-teste tem sido apontado pelo Ministério da Educação como possível fonte das questões do Enem vazadas a estudantes do colégio Christus, em Fortaleza, antes da data de realização do exame.
Em ofício encaminhado à Polícia Federal, a procuradoria da República no Ceará afirma que todos os cadernos do pré-teste foram entregues aos coordenadores das escolas onde seriam aplicados, mediante recibo com cláusula de sigilo. Segundo a nota, era responsabilidade dos próprios colégios a fiscalização da prova.

print
Comentários