Um aparelho de rádio foi furtado na terça-feira (12), na creche que funciona na escola Caic, no bairro Novo Horizonte, em Formiga.

A informação sobre o crime foi repassada ao Últimas Notícias por familiares de algumas crianças que passam o dia no local. Pais e avós reclamam da falta de segurança da creche que não possui vigia e do mato que tomou conta da entrada da escola, podendo servir, inclusive, como esconderijo de estranhos.

Com a movimentação após profissionais tomarem ciência do furto, algumas crianças ficaram muito assustadas. Como se aproximava o fim da aula, as profissionais que entregam os menores aos pais relataram o fato para justificar o desconforto e choro das crianças.

“A gente fica sem saber o que fazer, porque para trabalhar é preciso deixar a criança na creche, mas é assustador pensar que alguém entrou no local, roubou e não foi visto. Poderia ter levado uma criança ou feito algum coisa ruim. É assustador”. Comentou uma mãe que entrou em contato com o portal.

“Vou até o Cid pedir mais segurança para lá, porque não tem ninguém nas portarias e lá entra e sai à vontade”, disse o avô de outra criança.

Em busca de mais detalhes sobre o furto, o UN entrou em contato com a Polícia Militar para ter acesso ao Boletim de Ocorrências lavrado após o crime a pedido da direção do Caic, porém a informação é de que o registro não traz nada além do que o jornal já teve acesso e de que, como não se trata de um crime de grande proporção, mas de um furto simples, um resumo do fato, como é feito costumeiramente pela polícia, não seria enviado.

Em contato com a Secretaria de Educação e Esportes, por meio do Departamento de Comunicação da Prefeitura, o crime foi confirmado.

Ainda segundo a administração municipal, o secretário da pasta e vice-prefeito Cid Corrêa estava em uma reunião realizada na tarde desta quarta-feira (13) para apurar os fatos e que até esta quinta-feira será redigida uma nota sobre o ocorrido.

De acordo com o departamento de Comunicação, a secretaria responsável tomará todas as medidas cabíveis decorrentes ao fato.

Confira fotos enviadas por familiares das crianças sobre as condições de acesso à escola

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Matéria atualizada na quinta-feira às 1422

IMPRIMIR