Na manhã de segunda-feira (29), funcionários da secretaria de obras e os motoristas de caminhões deram falta de três rodas completas que eram usadas como estepe.
Segundo o Secretário adjunto da pasta, Riderson Leonardo Borges, há uma pessoa responsável pela vigilância do local durante a noite, mas ela fica no pátio menor que é separado da parte maior por um portão. Ainda segundo Riderson, as rodas valiam cerca de R$1.200,00 cada, totalizando um prejuízo de R$3.600,00 à prefeitura. Riderson também afirmou que a corrente de segurança do portão que dá acesso ao pátio pela rua estava arrebentada e que as rodas eram grandes e pesadas, sendo necessárias mais de uma pessoa para carrega-las e um bom tempo para que fosse possível tira-las do seu lugar específico, já que as mesmas ficavam presas por parafusos e porcas na báscula do caminhão.
Depois de constatado que as rodas não estavam mesmo no local, a Polícia Militar foi acionada e lavrou o B.O. 9117.

Imprimir
Comentários