Nesta sexta-feira (7) foi realizada a última fase da Operação Tomahawk, por iniciativa do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), que tem em sua composição o Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil e Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), além do respaldo do Poder Judiciário.

Durante a operação, desde a fase preparatória até a sua execução, foram realizadas várias diligências e levantamentos pelo Ministério Público, com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e Suapi, por meio da troca de informações e outras ações conjuntas, visando reprimir as ações de duas organizações criminosas especializadas em explosão de caixa eletrônico, roubos a mão armada e tráfico de drogas nas cidades de Divinópolis e Itapecerica, mais precisamente no Distrito de Marilândia, entre outros municípios da região.

A operação foi subdivida em várias fases, sendo a última fase deflagrada nesta sexta-feira, com o cumprimento de vários mandados de prisão e de busca e apreensão, objetivando a prisão dos integrantes da quadrilha e a apreensão de objetos ligados às modalidades criminosas combatidas.

Foram empenhados na Operação Tomahawk, 141 policiais militares, incluindo o reforço do Comando de Operações em Áreas de Mananciais e Florestas(Comaf) e Comando de Aviação do Estado (Comave PMMG), 69 policiais civis, 16 agentes prisionais, 58 viaturas (todos os órgãos participantes) e duas aeronaves, (uma da Polícia Civil e uma da Polícia Militar).

Confira os resultados da operação

– 24 mandados de prisão cumpridos com êxito;

– 24 mandados de busca e apreensão cumpridos;

– 1 arma de fogo tipo garrucha apreendida;

– 13 veículos apreendidos;

– R$ 47.088, sendo R$ 37.810, em dinheiro e R$ 9.278, em folhas de cheque;

– 2 porções e 2 cigarros de maconha;

– 55 celulares;

– 4 notebooks;

– 1 rádio comunicador;

– 1 luneta;

– 2 CRLV;

– 2 armas brancas;

– 3 cartões de memória;

– 5 Pen drives.

– 6 relógios

– 1 capa de colete balístico

– Fogos de artifício utilizados para retirada de pólvora

IMPRIMIR

Fonte:

Polícia Militar