O Atlético Mineiro foi arrasador ontem ao testar o esquema tático do técnico Celso Roth, o quadrado composto por três volantes e um lateral improvisado como armador. Mais do que aprovado e o Galo saiu com uma vitória de 3 x 0 sobre o Náutico, jogando em casa. Esse resultado levou o Galo a liderar pela primeira vez o Brasileiro na era dos pontos corridos (excluídas as estreias com vitória).
Em uma infantilidade do lateral-esquerdo Thiago Feltri, que deu uma entrada violenta, desnecessária, no meio-campo, quando não havia qualquer perigo, em Aílton, ele foi expulso, com apenas 10 minutos de jogo. Mas o Atlético não se desesperou.
Mesmo com um jogador a menos a maior parte da partida, o treinador fez uma uma adequação, com Júnior passando a ocupar a lateral esquerda e Éder Luís foi reposicionado para ajudar a fechar esse quadrado no meio.
Aos 13 minutos do primeiro tempo veio o primeiro gol, justamente da nova armação, com Éder Luís abrindo na direita, levantando para a área, uma deixada de Tardelli, sobrou para Júnior, que estava sozinho frente ao gol e empurrou a bola para as redes.
Na etapa complementar o Náutico até voltou mais ofensivo, mas não teve sorte. O Náutico perdeu o espírito esportivo e Vagner foi expulso após um pegada em Jonílson, por trás. Com 10 a 10 em campo, aos 19 minutos o Galo ampliou a vantagem, com um gol inusitado de Tardelli, de cabeça.
O Náutico teve mais um jogador expulso, Derley; com 9 em campo, o Atlético aproveitou e marcou o terceiro gol, aos 38 minutos, com Márcio Araújo, depois de receber uma bola de Kléber.

print
Comentários