Sherif Girgis, de Perth, Austrália, tinha apenas 23 anos quando ganhou na Oz Lotto um prêmio de $ 30 milhões (dólares australianos), o equivalente a 80 milhões de reais, em 2007. Depois de 12 anos, seu sonho acabou em pesadelo. O jovem, que na época trabalhava em um cinema, aceitou os conselhos de um gestor conhecido na sua região e fez vários investimentos errados, perdendo sua fortuna.

Orientado por Russell Poliwka, agente imobiliário evereador de Joondalup (cidade da região metropolitana de Perth), o ganhador da loteria australiana – que pode ser comparado a um vencedor da Mega Sena – comprou um prédio, um barco de luxo, uma boate e um quarteirão com vista para o mar, entre outros bens.

Além das aquisições imobiliárias, ele gastou mais de 1,3 milhões de dólares na reforma do prédio para transformá-lo em um pub. Seus outros empreendimentos também foram desastrosos e acabaram fracassando. Em 2014, Sherif Girgis abriu um processo na justiça contra o homem a quem confiou seus investimentos alegando “conduta enganosa”.

Recentemente, um tribunal da Austrália decidiu que Poliwka deveria pagar uma porcentagem dos cerca de 3,5 milhões de dólares que Girgis alegou que devia a terceiros e mais de 2 milhões de dólares ao autor da ação. “Poliwka trabalhou como caixa do Sr. Girgis e esteve envolvido na tomada de decisões dele”, sentenciou o juiz John Vaughan, da Suprema Corte da cidade.

O montante recebido por Girgis, na época, foi o maior prêmio da história pago pela Oz Lotto na Austrália. A Oz, de propriedade do Tatts Group, é administrada pela “The Lott”, empresa que supervisiona todas as operações de loterias do país, exceto da região Oeste, onde a Lottery West é responsável pela função.

Imprimir

Fonte:

Agência de Notícias de Jaraguá do Sul