Um garoto de 8 anos é o novo calouro na Faculdade de Direito da Universidade Paulista (Unip) de Goiânia. João Víctor Portelinha de Oliveira, que está adiantado na escola em relação aos garotos de sua idade (está no 5º ano do ensino fundamental), pediu aos pais para ser inscrito no vestibular. Surpreendeu a todos ao ter o nome divulgado na lista de aprovados, segundo o site UOL.

A situação inusitada aconteceu no último concurso da faculdade e a família já decidiu. Se precisar, vai recorrer à Justiça para garantir a efetivação da matrícula. É um sonho dele e vamos correr atrás. Ele tem o direito de freqüentar as aulas, disse a mãe do garoto, a arquiteta Maristela Martins Portelinha.

Ele fez a prova agendada – modalidade que permite a qualquer candidato marcar prova individual – na última sexta-feira e o resultado saiu na segunda-feira. A matrícula no curso foi efetivada ontem. Para Maristela, o filho não é superdotado. Segundo ela, João é uma criança responsável, estudiosa e que gosta muito de ler. Ele acompanha desde o caderno de esportes até as reportagens de política. O gosto pela leitura o ajudou muito na redação. A redação foi fácil. Quem não consegue escrever um texto com base numa matéria que saiu na imprensa?, questiona o garoto.

print
Comentários