Da Redação

Militares do 63º Batalhão da Polícia Militar foram agraciados com palestra ministrada pelo General de Divisão do Exército Brasileiro e Arcebispo Militar do Ordinariado do Brasil, Dom Fernando José Monteiro Guimarães, que esteve em Formiga na semana passada.

O palestrante apresentou a estrutura de apoio religioso e espiritual disponibilizada aos militares das forças armadas, das Polícias e Corpos de Bombeiros. Ele falou sobre as funções dos Capelães Militares, que podem ser capelães padres ou pastores.

O Arcebispo destacou que as polícias militares se encontram em constante guerra, uma vez que a criminalidade violenta no Brasil é extremamente alta, citando como exemplo o estado do Rio de Janeiro, onde até a data da palestra, 98 policiais militares haviam sido mortos em confrontos.

Ressaltou que esta violência gera um estado de tensão que traz consequências psicológicas severas aos policiais militares, falou ainda da fragilidade da legislação brasileira, que repercute na sensação de ineficiência do serviço de segurança pública, com várias prisões e liberações de um mesmo criminoso, potencializando a reincidência criminal, o que exige do policial militar, que vive neste verdadeiro front, um exercício constante de preparação psicológica, já que enfrenta situações extremas, que exigem decisões rápidas e ampliam o estado de tensão.

Dom Fernando falou inclusive, da importância da família para o equilíbrio emocional e fortalecimento das energias necessárias para o exercício profissional.

Ao final da palestra, realizada no Unifor-MG, o major Wellington Levy Teixeira, subcomandante do 63º BPM e no exercício do Comando da Unidade, agradeceu pela instrução e entregou um certificado de agradecimento ao General de Divisão Arcebispo Militar do Brasil Dom Fernando.

Também estiveram presentes representantes do Corpo de Bombeiros Militar, do Tiro de Guerra 04-030, da 11ª Delegacia de Serviço Militar do 13ª C. S. M., da Polícia Militar Rodoviária, da Polícia Militar do Meio Ambiente, o Pároco da Paróquia São Sebastião e o Capelão da Paroquia Militar da 7ª RPM, o Capitão Padre Sebastião.

Fotos: PM/Divulgação

Imprimir

Comentários