Segundo levantamento estatístico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a “Geração Canguru” atingiu a maior parcela no Brasil em 11 anos.

A chamada “Geração Canguru” é composta por jovens de 25 a 34 anos que permanecem vivendo com os pais, mesmo possuindo independência financeira.

Entre 2014 e 2015 as famílias com filhos, entre 25 e 34 anos, nos domicílios foi de 25,3%, conforme consta na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Pnad 2015.

Este é um fenômeno mundial relacionado a diversos fatores, como dificuldades econômicas e também pelo fato dos jovens dedicarem mais anos aos estudos, seja em uma segunda graduação ou mesmo na realização de um mestrado ou doutorado.

O aumento da “Geração Canguru” não está relacionado à falta de emprego ou mesmo falta de estudos, pois estes jovens tem emprego e são bem escolarizados. Assim, a razão principal é a prioridade destes jovens prolongarem os seus estudos, sem terem obrigações com um lar próprio ou mesmo administrar o próprio imóvel.

Dos jovens da “Geração Canguru”, cerca de 35,1% tem ensino superior incompleto ou nível mais elevado.

Imprimir

Comentários