A GOL informou nesta segunda (2) que foram demitidos 131 funcionários da empresa. Outros 28 tripulantes aderiram ao programa de demissão voluntária e 46 pediram licença não remunerada. Com isso, os desligamentos da empresa chegam a 205 trabalhadores.
Em nota a empresa informou que a medida garante um quadro de tripulantes condizente com as necessidades operacionais. Segundo a empresa os desligamentos ocorreram para adequar-se à nova realidade do mercado, manter seu plano de negócios disciplinado e a sustentabilidade de sua operação – com segurança e regularidade – (a empresa) reduziu em torno de 80 voos de um total de cerca de 900 operados diariamente.
Redução de frequências
A GOL informou que não deixará de atender a nenhum dos 63 destinos nacionais e 13 internacionais que compõem sua malha. O que está em curso é uma redução de frequências. Esta diminuição, adequada à nova realidade da companhia, manterá a oferta de assentos prevista para 2012.

Imprimir
Comentários