Anunciado no ano passado e lançado no Brasil há cerca de dois meses, o sistema de checagem de notícias do Google passará a funcionar também no buscador da companhia.

Nem todos os links contarão com a informação, e é possível que uma mesma notícia tenha checagens conflitantes por terem passado pelo crivo de mais de uma organização.

Até então, o “Fact Check” operava apenas dentro do Google News e em países selecionados. A partir desta sexta-feira (7), ele passa a funcionar globalmente — em todos os idiomas — e também dentro do buscador.

O sistema aplica uma etiqueta a links de notícias que tenham passado pela verificação de instituições independentes. No Brasil, o trabalho é tocado por Aos Fatos, Agência Lupa e Agência Pública.

Imprimir