Governador de Minas admite possibilidade de racionamento severo de água

O Estado é um dos mais atingidos pela crise hídrica que ameaça o abastecimento em parte do país.

O Estado é um dos mais atingidos pela crise hídrica que ameaça o abastecimento em parte do país.

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, disse nesta quarta-feira (28) que o Estado pode enfrentar um racionamento ?severo? de água daqui a três meses. O Estado é um dos mais atingidos pela crise hídrica que ameaça o abastecimento em parte do país.
?Se não chover, se o consumo não cair e a vazão não aumentar, se não conseguirmos mais captação, em três meses vamos ter que racionar severamente?, disse o governador após se reunir com a presidenta Dilma Rousseff e o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, no Palácio do Planalto, para discutir a situação dos reservatórios mineiros.
Apesar do diagnóstico pessimista, Pimentel espera que medidas emergenciais possam atenuar os impactos da escassez e evitar o racionamento. O governo mineiro estabeleceu a meta de economia de 30% de água na região metropolitana de Belo Horizonte e criará uma sobretaxa para quem consumir mais água que em 2014. Além disso, uma obra de transposição do Rio Paraopeba para o Rio Manso, que abastece a capital, deverá melhorar o cenário até o fim do ano, antes da próxima estiagem.
?Vai chover um pouco, podemos aumentar a captação mesmo sem essa obra [de transposição] e o consumo vai cair. Colocamos essa meta de 30%, que é uma meta factível e que nos permite vislumbrar, atravessar o ano sem medidas drásticas, mas se isso não acontecer, vamos para o rodízio e para o racionamento?, confirmou.
Além de Pimentel, o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, será recebido por Dilma nesta quarta-feira para discutir medidas de apoio do governo federal no enfrentamento da crise hídrica.

IMPRIMIR

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Governador de Minas admite possibilidade de racionamento “severo” de água

O Estado é um dos mais atingidos pela crise hídrica que ameaça o abastecimento em parte do país.

O Estado é um dos mais atingidos pela crise hídrica que ameaça o abastecimento em parte do país.

 

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, disse nesta quarta-feira (28) que o Estado pode enfrentar um racionamento “severo” de água daqui a três meses. O Estado é um dos mais atingidos pela crise hídrica que ameaça o abastecimento em parte do país.

“Se não chover, se o consumo não cair e a vazão não aumentar, se não conseguirmos mais captação, em três meses vamos ter que racionar severamente”, disse o governador após se reunir com a presidenta Dilma Rousseff e o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, no Palácio do Planalto, para discutir a situação dos reservatórios mineiros.

Apesar do diagnóstico pessimista, Pimentel espera que medidas emergenciais possam atenuar os impactos da escassez e evitar o racionamento. O governo mineiro estabeleceu a meta de economia de 30% de água na região metropolitana de Belo Horizonte e criará uma sobretaxa para quem consumir mais água que em 2014. Além disso, uma obra de transposição do Rio Paraopeba para o Rio Manso, que abastece a capital, deverá melhorar o cenário até o fim do ano, antes da próxima estiagem.

“Vai chover um pouco, podemos aumentar a captação mesmo sem essa obra [de transposição] e o consumo vai cair. Colocamos essa meta de 30%, que é uma meta factível e que nos permite vislumbrar, atravessar o ano sem medidas drásticas, mas se isso não acontecer, vamos para o rodízio e para o racionamento”, confirmou.

Além de Pimentel, o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, será recebido por Dilma nesta quarta-feira para discutir medidas de apoio do governo federal no enfrentamento da crise hídrica.

Redação do Jornal Nova Imprensa Agência Brasil

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Deixe um comentário!

Atenção! Os comentários do portal Últimas Notícias são via Facebook, se deseja comentar esteja logado. Lembre-se que os comentários são de inteira responsabilidade dos autores e não representam a nossa opinião.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!