O governador Romeu Zema recebeu na tarde dessa quarta-feira (11) a diretoria e representantes de jornais da Câmara Setorial do Sindicato dos Proprietários de Jornais e Revistas do Interior de Minas Gerais (Sindijori). O encontro foi proposto pelo Governo de Minas que busca aproximar da imprensa do interior e melhorar a comunicação institucional, valorizando os veículos de comunicação do Estado.

O Sindijori é formado por 31 jornais diários, 86 jornais semanários e bi-semanários, além de dezenas de jornais quinzenais e mensais que juntos cobrem todos os municípios de Minas. A entidade é filiada e representante da imprensa escrita do interior do estado junto a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg).

No encontro que ocorreu no Palácio Tiradentes, na cidade administrativa em Belo Horizonte, o governador Zema destacou a importância do interior de Minas e dos jornais que interagem diretamente com a população local e todo o meio político e econômico mineiro. Zema disse que vai valorizar as empresas de comunicação e solicitou o apoio da imprensa para levar as ações do governo à população.

O presidente do Sindijori, Rodrigo Silva Fernandes, apontou a melhora da interlocução entre as empresas de comunicação associadas ao Sindijori e a Subsecretaria de Comunicação do Governo de Minas e analisou como positiva a aproximação dos jornais do interior e o Governo de Minas.

Rodrigo Fernandes também comentou sobre o cadastro positivo realizado entre as empresas do setor, o que deu maior eficiência e valorização aos jornais que possuem periodicidade comprovada em Minas. O sindicato ofereceu ao Governo de Minas a oportunidade de utilizar sem custos a Coluna Minas Gerais, espaço de notícias institucionais do Sindijori que é divulgado nos jornais associados à rede de comunicação formada no interior de Minas.

O diretor do Sindijori e delegado da Fiemg, Paulo Coelho na reunião com o governador (Foto: Divulgação)

Segundo o presidente do Sindijori, esta é uma forma dos jornais apoiarem as ações do governo na reestruturação e fortalecimento de Minas. “As empresas de comunicação associadas ao sindicato incluem jornais e revistas impressas e digitais e em sua composição, o Sindijori possui associados nas principais cidades de Minas, que somam tiragem impressa superior a 150 mil exemplares diariamente. Além disso, soma-se os jornais semanais, quinzenais e mensais, bem como revistas que geram conteúdo e noticiam a vida dos mineiros, chegando à casa de milhões de leitores levando informação do dia-dia dos municípios e do Estado, com credibilidade e interação com milhões de leitores”.

Conexão com Brasília

Também na quarta-feira (11), em Brasília, representantes da imprensa escrita do interior de Minas, juntamente com o presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) Flávio Roscoe, estiveram com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e levaram solicitações do setor. O encontro aconteceu na Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Flavio Roscoe falou no evento representando todo o Sudeste do Brasil e destacou os acertos econômicos do governo federal e a necessidade de continuação das reformas, investimento em infraestrutura e redução do custo Brasil. O presidente Bolsonaro recebeu dos jornais do interior o pedido para que a propaganda institucional do Governo Federal seja regionalizada, uma promessa de campanha de Bolsonaro. A aproximação do Governo Federal com os jornais do interior de Minas Gerais, associados ao Sindijori, é uma ação apoiada pela Fiemg que vê a possibilidade de maior inclusão das empresas de comunicação nas divulgações federais e inclusão de Minas nas decisões nacionais.

O presidente da Fiemg e o presidente do Sindijori já participaram de diversas reuniões em Brasília e Belo Horizonte com agendas de inclusão de Minas e dos jornais do estado nas ações nacionais tomadas pelo Governo Federal.

Para o ano de 2020, Roscoe aposta que o crescimento econômico nacional será superior a 3% e que Minas Gerais terá crescimento superior ao nacional. Já Rodrigo Fernandes destaca que a imprensa escrita mineira está fazendo fortes investimentos em modernização e unificação do setor, sendo que em 2020, estão confirmadas todas as campanhas institucionais estaduais já veiculadas em 2019 e que novas campanhas publicitárias do governo estadual e federal são esperadas, bem como novos investimentos privados em publicidade no Estado estão em estudo.     

 

Fonte: Sindijori/Fiemg||
Imprimir
Comentários