Após a pressão de várias categorias representantes dos cerca de 600 mil servidores públicos do estado, o governo de Minas Gerais mudou a escala de pagamento somente para as polícias civil e militar. Para a categoria, que ameaçou fazer greve, foi incluída uma segunda data, de forma que eles recebam até R$ 4 mil antes do Natal.

A escala especial foi comunicada nesta quarta-feira(12) pelo comandante-geral da PM, Coronel Helbert Figueiró, e pelo chefe da Polícia Civil, João Octacílio, que ressaltaram a possibilidade de os policiais receberem o salário inteiro antes do Natal. Pelo texto, eles receberão R$ 2 mil no dia 13 e R$ 2 mil no dia 21. O restante será pago no dia 28.

Para os demais funcionários, a escala de pagamento de dezembro, relativa ao mês trabalhado em novembro, prevê o pagamento de R$ 2 mil na próxima quinta-feira, dia 13, e do restante do salário no dia 28 de dezembro, depois do Natal.

Em comunicado, o Coronel Helbert informou que, “após negociação junto ao governo do estado, ficou estabelecida a alteração na escala de pagamento de dezembro”. O comunicado foi publicado na intranet da PMMG e encaminhado pelas redes sociais aos policiais.

Manifestação

Os policiais chegaram a convocar um ato em frente ao Palácio da Liberdade para esta quinta-feira (13).

Na segunda-feira (10), os policiais civis pararam as atividades do Detran da Gameleira. O ato, segundo a categoria, teve implicações. O presidente do  Sindicato dos Escrivães de Polícia do Estado de Minas Gerais (Sindep), Bertone Tristão, disse nesta quarta-feira que a chefia da Polícia Civil teria acionado a Puma (Patrulha Unficada Metropolitana) para ir ao Detran e “oprimir os policiais manifestantes”.

“Os colegas da Puma garantiram que o objetivo da presença junto com os colegas da furtos de veículos no Detran foi para dar apoio a outros policiais civis, mas isso não ficou claro. Para não delongar, evitamos prolongar quaisquer questionamentos, já que ficou muito claro que a ordem para o uso indevido da Puma partiu da administração superior da Polícia Civil”, disse.

Não é a primeira vez que o governo de Minas faz uma escala diferenciada para os policiais. Até pouco antes do período eleitoral, o governador Fernando Pimentel (PT) pagava os policiais militares e civis em duas parcelas e os demais servidores em três. O 13º salário destes funcionários de 2018 também foi pago em escala diferente, com duas datas, enquanto os demais funcionários receberam em quatro vezes.

Veja como ficou a escala de dezembro:

Para a Polícia Civil e Militar

Dia 13Dez: R$ 2 mil
Dia 21Dez: R$ 2 mil
Dia 28Dez: restante do pagamento.

Para servidores das demais categorias:

1ª parcela: dia 13/12 (quinta-feira) – até R$ 2.000,00 para todos os servidores (ativos, inativos e pensionistas);
2ª parcela: dia 28/12 (sexta-feira) – o valor restante do salário para todos os servidores (ativos, inativos e pensionistas).

 

Veja o que dizem os comunicados:

Da PM

“Prezados policiais militares,

Comunico-lhes que após negociações junto ao governo do estado, ficou estabelecida alteração na escala de pagamento em dezembro, a saber:
Dia 13Dez18: 2 mil reais
Dia21Dez18: 2 mil reais
Dia 28Dez: restante do pagamento.
Ressalto que há possibilidade do salário ser integralmente quitado antes do Natal.
Atenciosamente,

Cel Helbert
Comandante-Geral”

 

Da Polícia Civi

‘Comunico-lhes que após negociações junto ao governo do estado, ficou estabelecida alteração na escala de pagamento em dezembro, a saber:

Dia 13Dez18: 2 mil reais
Dia21Dez18: 2 mil reais
Dia 28Dez: restante do pagamento, com possibilidade do salário ser integralmente quitado ainda antes do Natal.

Atenciosamente,

Del. João Octacilio
Chefe da Polícia Civil de MG”

IMPRIMIR