O governo de Minas marcou para cinco dias antes das eleições o anúncio da escala de pagamento de outubro, pelo mês trabalhado em setembro. A data, do dia 2/10, foi informada em reunião do comitê de servidores com o estado nessa segunda-feira (24). No mesmo dia será instalada a comissão para estudar uma solução para o rombo previdenciário nos cofres públicos mineiros.

O grupo também ouviu dos representantes do governador Fernando Pimentel (PT) que o trabalho será para melhorar a escala, fazendo coro ao que o petista vem dizendo em entrevistas recentes.

A partir de setembro, o governador garantiu que as datas do parcelamento anunciado não sofrerão atraso. Ele também alega ter diminuído o escalonamento para duas datas e que pretende “melhorar” ainda mais a tabela. Na semana passada, Pimentel também afirmou em entrevista que o próprio salário também é parcelado.

Escala de pagamento

As datas de pagamento e os valores das parcelas serão definidas somente no dia 2 de outubro, segundo o assessor-chefe de Relações Sindicais e Trabalhistas do governo, Carlos Calazans. “Estamos fazendo as contas para discutir a proposta nesta data (dia 2) e definir as datas e valores. O esforço é para melhorar a escala, mas dependemos de questões financeiras”, disse.

Segundo ele, a comissão de estudo da situação previdenciária que também será instalada em 2 de outubro terá representantes de 13 sindicatos. Ela será presidida pelo secretário de Planejamento e Gestão em Exercício César Lima e terá membros das secretarias da Casa Civil e Fazenda.

O governo de Minas mudou as regras do parcelamento na escala anunciada para este mês de setembro. Nela, os servidores da educação e demais categorias continuaram recebendo em três datas, mas, de acordo com o estado, tratam se de duas parcelas (a primeira, um complemento dela e a segunda). Para os funcionários da Segurança, Hemominas, Fhemig e Ipsemg, continuaram a ser dois dias de pagamento.

Escala de setembro:

Para os servidores do Ipsemg, Fhemig, Hemominas e Segurança Pública (ativos, inativos e pensionistas):

13/9 (quinta-feira): 1ª parcela de  até R$ 3 mil.

26/9 (quarta-feira): 2ª parcela restante do salário.

Para os demais servidores da educação e demais categorias (ativos, inativos e pensionistas):

13/9 (quinta-feira): 1ª parcela até R$ 2 mil
20/9 (quinta-feira): complemento de até R$ 1 mil.

 

Fonte: Estado de Minas||

print

Comentários