A Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais anunciou nesta terça-feira (1º) que a arrecadação com a cobrança do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) em 2016 deve ser de R$ 4,4 bilhões, um aumento de 14,19%, ou R$ 547 milhões a mais. A frota de veículos também é maior em 4,56%. Foram contabilizados 9 milhões de veículos emplacados, o que significam mais 395 mil no Estado. Os contribuintes podem quitar o imposto a partir desta terça.

A escala de pagamento do IPVA 2016 começa no dia 13 de janeiro para os veículos com placas com finais 1 e 2. O contribuinte que decidir quitar o imposto à vista terá desconto de 3%. A secretaria acredita que cerca de 30% dos motoristas devem pagar o imposto em parcela única.

A quitação pode ser feita em terminais de autoatendimento ou em guichês dos agentes arrecadadores autorizados, bastando informar o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) do veículo.

Segundo a pasta, o valor mínimo para parcelamento é de R$ 150 e o contribuinte deve pagar, em média, 3,3% a menos neste ano. Contudo, a taxa de renovação do licenciamento anual de veículo teve alta de 10,58%. O valor será de R$ 85,81. Em valor, foram R$ 8,21 a mais em relação ao ano anterior. O vencimento da taxa de licenciamento é dia 31 de março de 2016.

A apuração do valor venal, que serve para a base de cálculo do IPVA, foi feita por técnicos da Secretaria de Estado da Fazenda, subsidiada por pesquisa de mercado da Fundação instituto de pesquisas Econômicas (Fipe) do departamento de economia da Faculdade de Economia, administração e contabilidade da universidade de São Paulo (Fea-USP).

O valor da arrecadação será fragmentado em três partes, ficando 40% para o Estado, 40% para os municípios e 20% para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

 

 Confira a tabela: tabela IPVA 02

O Tempo Online

Imprimir
Comentários