A Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG) emitiu nota nesta terça-feira (5), alertando a população do Estado sobre possíveis golpes que ocorrem nesse período devido à cobrança do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

De acordo com o órgão, não são enviados para os proprietários de veículos os boletos para pagamento do IPVA. Alguns contribuintes têm denunciado, em várias partes do país, o recebimento de tais documentos via Correios, além de mensagens em redes sociais com links para emissão dos falsos boletos.

Em Minas Gerais, para efetuar o pagamento do IPVA 2016, os contribuintes devem se dirigir diretamente aos terminais de autoatendimento ou guichês de caixa dos agentes arrecadadores autorizados. Alguns bancos autorizam o pagamento pela internet. Em todas as hipóteses acima, basta informar o número do Renavam do veículo.

Quem optar pela emissão da guia de arrecadação do IPVA deverá acessá-la, exclusivamente, no site da SEF (fazenda.mg.gov.br) ou solicitá-la nas repartições fazendárias e Unidades de Atendimento Integrado (UAI).

Os agentes arrecadadores autorizados a receber os tributos são Banco do Brasil, Mais BB, Banco Postal, Bradesco, Sicoob, Mercantil do Brasil, HSBC, Caixa Econômica Federal, Casas Lotéricas e Santander.

Os contribuintes terão a opção de pagar o IPVA em cota única, com desconto de 3% ou em três parcelas, nos meses de janeiro, fevereiro e março. O valor mínimo do imposto para parcelamento é de R$ 150. O valor da taxa de licenciamento, com vencimento em 31 de março de 2016, é de R$ 85,81.

 

Escala de Vencimentos do IPVA 2016 (Foto: Divulgação)

IMPRIMIR