O diretor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério de Saúde, Eduardo Hage, informou nesta quinta- feira (3) que o medicamento Tamilflu será distribuído nas farmácias no ano que vem.
No início da pandemia, em abril deste ano, o Laboratório Roche, fabricante do Tamiflu, passou a destinar a produção do medicamento somente ao Ministério da Saúde, o que gerou uma série de críticas. Segundo a Agência Brasil, os fornecedores do remédio não estavam conseguindo suprir a demanda.
A entrega de todo o material ao governo federal está prevista para maio de 2010 e, de acordo com informações da assessoria de imprensa da Roche, o Tamiflu poderá voltar às farmácias depois que a necessidade do Ministério da Saúde for suprida. Mas essa data pode se estender caso o ministério tenha nova demanda ou for encurtada, dependendo da produção do laboratório e do avanço da nova gripe.
O controle da venda do remédio em farmácias e drogarias, segundo Hage, será de responsabilidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O medicamento só será vendido mediante prescrição médica e monitoramento de eventos adversos. O medicamento só não chegou aos estabelecimentos comerciais porque não havia estoque para suprir a demanda, disse Hage.

print
Comentários