Uma boa notícia para quem quer comprar seu carro e ainda não teve tempo de aproveitar a redução do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI). A redução do imposto estava prevista para terminar oficialmente no próximo dia 30, mas o governo federal já decidiu pela continuação da medida e, para tanto, estuda como isso será feito, pois pode haver mudanças na forma como está sendo praticada atualmente.
A informação foi dada em primeira mão no Jornal da Globo desta quarta-feira (17). O governo federal, por meio do Ministério da Fazenda, está terminando os estudos sobre o que fazer com o IPI a partir de julho. Mas, segundo fonte da equipe econômica, a redução do imposto para veículos não vai acabar de uma hora pra outra. A intenção inicial é cobrar as alíquotas normais aos poucos, o que diminuiria um possível impacto negativo nas vendas.
O imposto reduzido, que permitiu às concessionárias venderem carros mais baratos, foi implantado em dezembro do ano passado, devido ao agravamento da crise econômica, que fez despencar a venda de automóveis em 26% entre outubro e novembro de 2008.
A redução do IPI teve resultado positivos e alavancou novamente as vendas de veículos. Com a recuperação foi registrado este ano o melhor março da história, ressaltando que nos últimos dois meses, a média continuou bem acima da obtida no final do ano passado.
?O nosso desejo é que a redução do IPI seja prorrogada. A forma como isso vai acontecer é uma decisão do governo que não nos compete nesse momento manifestar opinião?, disse o presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Sérgio Reze.
O proprietário de uma das concessionárias formiguenses, Elson Faria, comemora a prorrogação do imposto reduzido e ressalta que teve um aumento considerável nas vendas de veículos na cidade. ?A redução do imposto tem trazido benefícios a todos, tanto para as concessionárias quanto para os consumidores. Acredito que vai dar uma sequência nas vendas e é um incentivo a mais para as pessoas que querem adquirir seus veículos?, comenta.

print
Comentários