A Polícia Civil desarticulou um grupo criminoso que fraudava cadastros para compras em lojas em uma Central de Abastecimento de Minas Gerais (Ceasa-MG), em Contagem.

 As investigações apontam que o prejuízo causado foi de aproximadamente R$ 140 mil. Na abordagem, realizada na quinta-feira (19), a equipe prendeu em flagrante duas pessoas pelos crimes de estelionato e organização criminosa. As prisões ocorreram em Abaeté e Pitangui.

Em levantamentos, os policiais apuraram que constava na nota fiscal o destino da carga para a cidade de Paineiras, região do Alto São Francisco de Minas, entretanto o transbordo aconteceria em Abaeté.

De acordo com o delegado Gustavo Barletta, o grupo era investigado por falsificação de documentos para compra de produtos agropecuários. “Eles conseguiam efetuar cadastro nas lojas próximas às Centrais de Abastecimento de Minas, e, após a aprovação, realizavam as compras. Nesse caso específico, compraram 300 sacos de milho”, relata.

As investigações foram realizadas pela 2ª Delegacia Especializada em Investigação e Repressão ao Furto e Roubo, pertencente ao Departamento Estadual de Investigação de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri).

Fonte: Polícia Civil

print
Comentários