Um grupo de ao menos cinco pessoas foi flagrado fazendo sexo em uma lancha, no Lago Paranoá, em Brasília/ DF. O sexo grupal teria ocorrido durante o período de pandemia da Covid-19, em que a principal recomendação de especialistas para conter o avanço da doença é o distanciamento social. 

As imagens da festa particular passaram a circular nas redes sociais nos últimos dias. Não é possível identificar nenhum dos envolvidos pelas imagens. No entanto, também passou a ser divulgada a imagem de uma mulher, que supostamente participou do sexo grupal. Sem o consentimento da jovem, o vazamento de nudez é configurado crime, conforme sanção do Supremo Tribunal Federal (STF) a lei 13.718/18. 

Ainda, praticar sexo ao ar livre ou em local público é crime, de acordo com o artigo 233 do Código Penal Brasileiro, cuja pena é detenção de três meses a um ano ou multa. O grupo também praticou um segundo delito, pois não utilizava máscara de proteção no espaço público — multa de R$ 2 mil para pessoa física e R$ 4 mil para pessoa jurídica. 

Fonte: Correio Braziliense

Imprimir
Comentários