Duas operações foram deflagradas nesta quinta-feira (6) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), de Divinópolis, chefiado pelo promotor de Justiça Ângelo Ansanelli Júnior, contra grupos ligados a roubo de carga e tráfico de drogas no Centro-Oeste de Minas.

O promotor Angêlo Ansanelli é coordenador do Gaeco (Foto: Arquivo UN)

As operações, batizadas de “Covil dos Ladrões” e “Delivery” contam com o apoio das polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal.

Prisões e apreensões

De acordo com a PM, até as 9h30, 26 pessoas haviam sido detidas durante cumprimento de mandados de prisão. Sete pessoas também foram presas em flagrante.

As operações ainda apreenderam R$45 mil em dinheiro, R$ 150 mil em cheques, aproximadamente 450 papelotes de cocaína, uma barra de cocaína de aproximadamente 500 gramas, um tablete de maconha e 27 veículos, além de produtos com indícios de serem fruto de roubo de carga, rádio, notebook, cartões de crédito, celulares, tokens e centenas de calçados.

Quatro casas, dois sítios e seis contas bancárias foram objetos de sequestro de bens.

Foram cumpridos mandados de prisão e apreensão em Nova Serrana, Bom Despacho, Pitangui, Santo Antônio do Monte, Lagoa da Prata e Divinópolis. Ao todo, 191 policiais e 49 viaturas participaram das operações.

Segundo a 3ª Promotoria de Justiça de Nova Serrana, as investigações tiveram início em 2017, com a apuração de roubos de cargas ocorridos em rodovias que cortam a cidade.

A operação “Covil de Ladrões” recebeu esse nome por referência à escolha dos investigados de uma mesma região como local de atuação.

Já a operação “Delivery” recebeu esse nome devido a um esquema de entrega de drogas a domicílio na região.

‘Delivery’

Segundo a PM, foram expedidos 20 mandados de busca e apreensão e sete mandados de prisão preventiva na operação. As investigações apontam que traficantes realizavam a entrega domiciliar de drogas.

Ainda de acordo com a polícia, os entregadores investigados no esquema utilizam mochilas próprias para a entrega de lanches para chamar menos atenção.

‘Covil de Ladrões’

Já na operação “Covil de Ladrões”, foram expedidos 24 mandados de prisão preventiva, 22 mandados de busca e apreensão e recuperação de veículos utilizados no esquema.

Conforme a PM, a operação visa neutralizar uma quadrilha especializada em roubos de carga, especialmente na BR-262.

IMPRIMIR

Fonte:

G1