As autoridades da Guatemala expulsaram do país, na sexta-feira (5), dois irmãos brasileiros e os entregaram à Interpol por possuírem um mandado de prisão por homicídio.

Após uma coordenação entre os dois países, a Polícia Nacional Civil da Guatemala confirmou que os dois irmãos foram expulsos do país centro-americano.

Ambos eram procurados pelas autoridades brasileiras devido a um mandado de prisão pendente, pois são acusados da morte de seu padrasto.

Os dois homens foram identificados como José Augusto, de 45 anos, e Marcus Vinicius Chávez Villaflor, 34, que foram presos no último domingo (30/6), na Guatemala, após denúncia anônima acusando-os de terem espancado a proprietária de uma casa alugada na capital.

De acordo com os investigadores, os brasileiros entraram na Guatemala em 2014 e estavam atualmente de forma irregular. Após as detenções, os agentes descobriram um alerta vermelho solicitado pela Interpol Brasil em outubro de 2016.

Ambos, que já foram enviados em um voo comercial sob custódia da Polícia Federal (PF), tinham desde aquele momento um “mandado de prisão para crime de homicídio, pelo qual têm uma condenação pendente de 16 anos”.

Imprimir

Fonte:

G1