Um homem de 47 anos foi preso no sábado (19) suspeito de atear fogo no galpão de uma fazenda no povoado Campo Grande, zona rural de Pitangui.

De acordo com a Polícia Militar, ele confessou o crime, mas não informou a motivação. O incêndio provocou vários danos à propriedade, segundo a PM.

O proprietário do local, de 58 anos, relatou para a polícia que as chamas começaram em bagaços de cana. A filha dele, de 32 anos, disse que o tio dela era o responsável por atear fogo no local.

O suspeito foi abordado próximo à fazenda e confessou o crime. Ele disse ter usado um isqueiro para colocar fogo no galpão. O homem foi preso e levado para a delegacia.

Os militares informaram que no galpão funcionava um alambique. O local foi totalmente destruído e desabou. Um galinheiro que fica próximo também foi atingido e cerca de 50 galinhas morreram, de acordo com a PM.

 

IMPRIMIR

Fonte:

G1