Às 00h de domingo (18), terá início o Horário Brasileiro de Verão 2009. Este ano é o primeiro no qual o horário de verão começa após o decreto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assinado em 2008, o qual estabelece que o horário de verão começará sempre a partir da zero hora do terceiro domingo dos meses de outubro e terminará às 00h do terceiro domingo do mês de fevereiro. O Horário de Verão terminará no dia 15 de fevereiro de 2010.
Se a data final do horário de verão coincidir com o domingo de Carnaval, o prazo final será estendido para o domingo seguinte. Os brasileiros que moram nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal devem adiantar seus relógios em uma hora.
O objetivo do horário de verão é a economia do consumo de energia por meio do melhor aproveitamento da luz natural do dia. A prática reduz a demanda em períodos considerados como ?horários de ponta? (das 18h às 21h), quando o consumo é bem maior. No Brasil, o horário de verão foi instituído pela primeira vez no verão de 1931/1932.
Por meio do aproveitamento da luz natural, se obtém uma redução de 4% a 5% no consumo de energia elétrica, o que faz com que o país não sofra com problemas decorrentes da falta de energia.
O horário é adotado em toda a Europa, na maior parte da América do Norte e Austrália. A medida só funciona nas regiões distantes da linha do Equador, já que nesta estação os dias são mais longos e as noites mais curtas. Nas regiões próximas ao Equador, o horário de verão não traz nenhum benefício, pois os dias e as noites têm duração igual ao longo do ano.
Embora proporcione a redução do consumo, o horário de verão é visto por muitos como algo relativamente desnecessário e prejudicial à saúde, já que o mesmo altera o relógio biológico das pessoas, provocando uma mudança brusca dos ritmos do organismo humano que, normalmente, estão sincronizados entre si, seguindo uma ordem temporal interna.

print
Comentários