O único eclipse solar total deste ano aconteceu nessa terça-feira (2). Uma faixa de 150 quilômetros entre o norte do Chile e o centro-norte da Argentina foi abarcada pela escuridão, no que foi considerado o maior evento astronômico do ano.

O espetáculo, iniciado no Pacífico, foi observado em sua totalidade em boa parte do Chile e parcialmente no Brasil. A “zona zero” ocorreu nas regiões de Coquimbo e Atacama, onde o dia luminoso deu passo a uma breve noite de 2 minutos e 36 segundos. A pequena localidade de La Serena, onde se encontra o Observatório de  La Silla, foi o epicentro do eclipse. O local recebeu cerca de 200 mil pessoas.

O presidente do Chile, Sebástian Piñera assistiu ao eclipse no Observatório, junto com a direção do ESO.

No Brasil, o fenômeno foi visto em alguns estados, mas apenas de forma parcial. De acordo com o Observatório Nacional os lugares com melhor visualização foram Porto Alegre, onde o sol teve 75% de sua área sombreada pela lua, Florianópolis (60%), Curitiba (55%), Campo Grande (46%), São Paulo (46%), Rio de Janeiro (40%).

O próximo eclipse total do Sol só poderá ser visto em 12 de agosto de 2045 no Nordeste brasileiro.

Confira imagens do fenômeno:

Registro do eclipse solar em Curitiba. — Foto: Giuliano Gomes/PR Press

 

Eclipse solar foi registrado no Distrito Federal. — Foto: Reprodução/TV Globo

 

Praça do Cruzeiro foi um dos locais mais procurados por quem queria ver o eclipse no DF. — Foto: Bruno Mesquita/TV Globo

 

Eclipse solar em Porto Alegre, capital observou o fenômeno que atingiu 57% de cobertura. — Foto: Reprodução/RBS TV

 

Eclipse solar visto no Acre — Foto: Jhonatas Fabrício/G1 Acre

 

Eclipse solar visto do Observatório de La Silla, no Chile. — Foto: Martin Bernetti/AFP

 

Coroa do Sol durante eclipse observado em Coquimbo, Chile. — Foto: Rodrigo Garrido/Reuters

 

Turistas acompanham o eclipse em Coquimbo, no Chile. — Foto: Rodrigo Garrido/Reuters

 

Vista do Congresso durante o eclipse solar na cidade de Buenos Aires, Argentina, em 2 de julho de 2019. — Foto: Alejandro Pagni/AFP

 

Turistas se preparam para o eclipse no Chile no deserto — Foto: Martin Bernetti/AFP

 

Antes do eclipse, visitantes do Observatório de La Silla testam seus óculos especiais para ver o eclipse. — Foto: Rodrigo Garrido/Reuters

 

Em La Paz, na Bolívia, caixa improvisada e capacete usado por soldadores viram instrumentos para ver o eclipse. — Foto: David Mercado/Reuters

 

 

Fonte: Com informações do G1 e El País||

Imprimir

Comentários