As autoridades de saúde da Suécia isolaram um paciente nesta sexta-feira (4) no Hospital de Uppsala, perto de Estocolmo, com possível caso de contágio de ebola.

Inicialmente, o paciente compareceu à emergência de um hospital em Enköping, mas foi transferido para perto da capital do país, onde permanecerá isolado, de acordo com as autoridades de Uppsala.

Em Enköping, a sala de emergência foi fechada ao público como medida de precaução. Os funcionários que atenderam o paciente estão recebendo atendimento médico.

“Teremos provavelmente o resultado dos exames ainda nesta noite. Por enquanto, é só uma suspeita. É possível que se trate de outra doença”, diz comunicado oficial.

Em declarações ao portal local de notícias “unt.se”, o médico-chefe da região de Uppsala, Mikael Köhler, explicou que o paciente tinha comparecido ao hospital porque vomitava sangue, um dos sintomas do ebola.

O paciente retornou há três semanas de uma viagem a vários países africanos, entre eles o Burundi, mas não chegou a visitar as regiões onde há perigo de contágio direto.

Em 1º de agosto do ano passado, a República Democrática do Congo (RDC) declarou um surto do ebola nas províncias do Kivu do Norte e Ituri. Foram contabilizadas 370 mortes suspeitas devido à doença.

Em março de 2014, um surto do ebola foi declarado em Guiné, Serra Leoa e Libéria. Em quase dois anos de epidemia, foram registradas pelo menos 11.300 mortes por contágio, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

magem do vírus ebola observado em um microscópio eletrônico — Foto: Frederick Murphy/CDC via AP

 

 

Fonte: G1||

Imprimir

Comentários