Uma idosa que aparenta ter entre 50 e 60 anos é suspeita de furtar mais de R$ 3 mil de uma empresa, em Campo Belo, nesta terça-feira (12). De acordo com a polícia, a quantia foi levada depois que a mulher descontou um cheque clonado.
A idosa foi até uma agência bancária que fica no centro da cidade e disse a uma atendente que, a pedido do representante de uma indústria de carnes, deveria descontar um cheque no valor de R$3.680 mil. Segundo ela, o dono da quantia iria ao banco, mais tarde, para realizar outra movimentação financeira.
A atendente descontou o chegue e entregou o valor a idosa que, em seguida, deixou o banco. Minutos depois, o funcionário da empresa entrou em contato com a agência para saber por que o valor havia desaparecido de sua conta. A vítima contou à PM que não emitiu nenhum cheque e que a folha que estava com a idosa era clonada, já que a assinatura e os demais dados eram os mesmos do representante da indústria.
A PM fez buscas pela cidade à procura da mulher mas, até às 14h desta quarta-feira, ela não havia sido encontrada.

Imprimir
Comentários