A Prefeitura de Taquaritinga, em São Paulo, informou o registro de um caso de racismo, nessa terça-feira (2), durante a vacinação de idosos contra a Covid-19. Segundo o UOL, a família da mulher não permitiu que ela fosse vacinada por um enfermeiro negro.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, o homem que sofreu preconceito não percebeu imediatamente que se tratava de um caso de racismo, quando a filha da idosa pediu para que ele não se aproximasse. Só depois ele entendeu o que havia ocorrido.

“Ele comentou com os colegas e todo mundo concordou tratar-se de racismo. O enfermeiro recebeu todo o apoio dos funcionários e da Secretaria de Saúde”, informou a assessoria da Prefeitura.

Não houve registro de Boletim de Ocorrência até o momento, já que ainda não foi possível identificar as mulheres envolvidas. No entanto, a Prefeitura informou que tenta fazer o reconhecimento por meio das câmeras do local. 

Fonte: O Tempo

Imprimir
Comentários