Profissionais de enfermagem e três médicos realizaram testes para detecção de contaminação pelo novo Coronavírusc nos internos e funcionários do Lar São Francisco de Assis, em Formiga, nesta quarta-feira (27).

Os testes foram disponibilizados pelo Rotary Clube de Formiga Areias Brancas Oeste, adquiridos por meio da Fundação Rotária, que já investiu mais de US$ 525 mil dólares na aplicação desses testes em idosos pelo Brasil. A ação contou ainda com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde que disponibilizou os profissionais para a realização dos testes.

“Quando soube pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que metade das mortes pelo novo Coronavírus ocorria nessas instituições de idosos, o Rotary se prontificou imediatamente a fornecer os testes”, explicou o presidente do Rotary Clube Areias Brancas Oeste, em Formiga, Leonardo Vieira da Silva.

Ainda segundo o presidente do clube, o material, depois de colhido, será encaminhado para um laboratório em Belo Horizonte, que testará se há ou não internos ou funcionários com a Covid-19.

Para a médica radiologista Fabíola Hussem, ações como essa permite maior segurança, pois a detecção precoce do contágio nesses casos oferece condições de prestar um atendimento mais rápido e eficaz.

Ao todo, 75 idosos e 56 funcionários realizaram o exame, que deve ter o resultado divulgado nos próximos 10 dias. “Estamos muito felizes em ajudar, mas a nossa alegria só será completa quando os resultados chegarem e ninguém estiver infectado. Além disso, quero agradecer o Rotary e a Secretaria de Saúde por nos apoiar nesse momento tão difícil”, destacou o presidente do Lar São Francisco de Assis, Carlos Henrique Silva.

Até o momento, não há idosos com sintomas da doença no Lar. Os exames são aplicados apenas como medida protetiva.

print
Comentários