O incêndio que atingiu a Arena Castelão, em Fortaleza, na manhã deste sábado (30) foi controlado pelo Corpo de Bombeiros por volta das 12h30.

O fogo, que começou em uma cabine de rádio utilizada para a transmissão dos jogos, atingiu parte da área interna do estádio. Vidraças que circundam as paredes chegaram a quebrar.

Segundo os bombeiros que atenderam a ocorrência, aparentemente não foi detectado comprometimento da estrutura do estádio. Entretanto, o local ainda passará por perícia. Também não há confirmação das causas do incêndio.

Ninguém ficou ferido, mas duas pessoas que inalaram fumaça receberam atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) no local.

O governador Camilo Santana (PT) se manifestou por meio das redes sociais sobre o incêndio. Ele informou em uma publicação que o Governo do Estado já tomou providências a respeito do ocorrido e disse ter acompanhado o incêndio “com preocupação”.

“Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram destacadas para o local e controlam o incêndio. As equipes de engenharia e a perícia estão na Arena Castelão para avaliar os danos e fazer um levantamento da situação estrutural daquele setor do estádio, bem como realizar as investigações sobre as causas do incêndio”, afirmou Camilo.

Júlio Lima, funcionário do Castelão que trabalha na área de publicidade, estava na arena quando as chamas começaram. Ele conta que, logo após um curto-circuito no local, vidraças começaram a cair.

“Rapidamente a gente viu o fogo e rapidamente a gente saiu para ajudar as pessoas que estavam na parte de serviço lá em cima. Foi muito rápido, muito rápido mesmo. Teve um curto-circuito que rapidamente pegou fogo e a vidraça começou a cair. Alguns meninos que estavam trabalhando com a gente inalaram muita fumaça”, conta.

Fonte: G1

print
Comentários