Cientistas indianos perderam o contato com o módulo lunar Chandrayaan-2 pouco antes do pouso nesta sexta-feira (6), segundo o diretor da Organização de Pesquisa Espacial da Índia (ISRO), responsável pela missão. Ainda não está claro o que aconteceu com o módulo de pouso Vikram.

O objetivo da missão era obter mais informações sobre a composição mineral da Lua e sobre eventual presença de água no local. O contato com a base foi perdido cerca de 20 minutos depois de iniciado o procedimento de pouso suave, que visa reduzir a velocidade do módulo para garantir uma chegada segura.

“É possível que a sonda tenha pousado em uma posição desfavorável e a antena tenha ficado inclinada, sem comunicação com a sonda em órbita, que envia os sinais para a Terra”, explica Cássio Barbosa, astrônomo e colunista do G1. Nesse caso, o contato ainda pode ser retomado.

A outra possibilidade é que o motor de descida tenha registrado alguma falha nos momentos finais do pouso. “Nesse caso, o módulo colide com a superfície lunar e se desintegra devido à alta velocidade”, diz Barbosa.

Perda de contato

Os cientistas da ISRO acompanhavam a missão ao vivo na sede da agência espacial quando o sinal do módulo foi perdido, a poucos minutos do horário previsto para o pouso.

“A descida do módulo de pouso Vikram estava normal até uma altitude de 2,1 km. Então nós perdemos comunicação. Os dados estão sendo analisados”, disse Kailasavadivoo Siva, responsável pela ISRO.
O pouso do módulo Vikram estava agendado para acontecer às 17h25h. Depois, o jipe Pragyan deveria explorar a superfície lunar entre 20h30 e 21h30.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, acompanhou a tentativa de pouso na sede da agência espacial, disse que “há altos e baixos na vida” e que continua “torcendo pelo melhor”.

“A Índia está orgulhosa de seus cientistas! Eles deram seu melhor e sempre trouxeram orgulho para o país. Esses são os momentos para sermos corajosos, e corajosos seremos. O diretor da ISRO deu updates da situação da Chandrayaan-2. Nós continuamos esperançosos e vamos continuar trabalhando duro em nosso programa espacial”, disse Modi em rede social.

Missão lunar indiana tenta pouso na Lua nesta sexta-feira (6). — Foto: Arte/G1

Imprimir

Fonte:

G1