O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) apresenta as matrizes de habilidades que serão cobradas pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para pró-reitores e representantes das universidades nesta quarta-feira (13).
Participam da reunião do Fórum de Pró-Reitores de Graduação das Universidades Brasileiras (Forgrad) o ministro da Educação, Fernando Haddad, e o presidente do Inep, Reynaldo Fernandes. A previsão é que o encontro, que começou por volta das 9h, dure o dia todo.
As matrizes são as linhas gerais do que será cobrado do estudante. Em seguida, comissões técnicas irão discutir o conteúdo em si.
A questão da segurança na aplicação do exame também será debatida no encontro. Na sexta-feira (8), o presidente do Inep havia dito que já entrou em contato com o Ministério da Justiça para pedir um apoio da Polícia Federal na aplicação da prova.
Há a possibilidade de o Enem ter mais de uma versão. As versões teriam enunciados diferentes, mas com o mesmo nível de dificuldade. Isso seria possível a partir do uso do chamado teste de resposta ao item.
Prazo
As universidades federais terão até o dia 20 de maio para manifestar o seu interesse em participar do vestibular unificado proposto pelo MEC. O prazo, que terminaria na semana passada, foi prorrogado.
Até o final de maio, o ministério anunciará quais instituições adotarão o novo Enem como critério de ingresso.
Novo formato
Pelo novo formato, serão 200 questões de múltipla escolha e uma redação. As perguntas estarão divididas em quatro grupos: linguagens (50 testes e redação), ciências humanas (50 testes), ciências da natureza (50 testes) e matemática (50 testes). O Inep planeja aplicar em 3 e 4 de outubro, um sábado e um domingo.

Imprimir