O ano de 2013 é importante para os membros da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) e as mais de 280 mil famílias que, semanalmente, recebem ajuda da instituição. Além de celebrar 180 anos de presença missionária e evangelizadora no mundo, a entidade festeja o bicentenário de Frederico Ozanam ? um dos principais fundadores da entidade ? bem como a escolha dele como intercessor da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), realizada no Rio de Janeiro em julho, com a presença do Papa Francisco.
Em todo o planeta, as Unidades Vicentinas organizam atividades para a data e o Conselho Metropolitano de Formiga não vai ficar de fora. Neste domingo (7), haverá uma festa para homenagear Frederico Ozanam, na Casa de Cursilho de Formiga.
O evento terá início às 13h30 em uma concentração na Praça da Matriz São Vicente de Férrer. Em seguida, acontecerá uma carreata até a Casa de Cursilho.
A festividade contará com Missa, formações, exposições, além de apresentações culturais e religiosas. ?É uma data marcante para nós, membros da SSVP, por isso, queremos comemorar a altura?, anuncia o confrade Carlos Alberto Campos, presidente do Conselho Metropolitano de Formiga.
Todos os vicentinos, benfeitores e assistidos estão convidados. ?Espero que todos participem conosco, principalmente os jovens, já que Ozanam fundou a SSVP ainda em idade juvenil. Precisamos de todos vocês para a renovação de nossa entidade?.
Quem foi Frederico Ozanam
Frederico Ozanam nasceu a 23 de abril de 1813, em Milão (Itália). Em 1831, Frederico chega a Paris para estudar na Sorbona. Em pouco tempo converte-se num assíduo frequentador dos ambientes intelectuais e começa a colaborar com jornais e revistas.
Apesar da sua timidez e do comportamento simples, emergem com clareza tanto a sua profunda humanidade como o seu rigor moral: a sua imensa cultura, as suas opiniões atualizadas e o seu catolicismo empenhado tornam-no rapidamente uma personalidade relevante. Frederico dedica a sua formidável eloquência a moderar os debates sobre religião e política, num círculo literário estudantil chamado ?Conferência de história?, do qual é porta-voz.
Certa tarde, depois de sair vencedor de um debate com um estudante socialista sobre o compromisso social dos católicos, anuncia a um amigo a intenção de realizar finalmente um projeto, que há tempo lhe era muito querido: uma ?Conferência de caridade?, uma associação de beneficência para a assistência dos Pobres
Desta maneira, em maio de 1833, com apenas 20 anos, Frederico funda, juntamente com seis companheiros, as Conferências de São Vicente de Paulo.

print
Comentários