A mídia estatal ido Irã informou que dois idosos morreram depois de terem teste positivo para o novo coronavírus.


A mídia relatou, nessa quinta-feira (20), que as mortes ocorreram em Qom, na região central do país, Qom. Três iranianos na mesma cidade também foram confirmados como infectados com o vírus. Eles estão recebendo cuidados, e um deles é médico.

Esta é a primeira vez que o Irã confirma casos de infecção pelo novocoronavírus e mortes resultantes da infecção.

Eleição parlamentar

O Irã realiza eleição parlamentar nesta sexta-feira (21), com 7.100 candidatos disputando 290 vagas. A tensão entre Teerã e Washington poderá aumentar caso os conservadores aumentem sua presença.

O presidente Hassan Rouhani prometeu diálogo com os Estados Unidos e países europeus. Ele liderou os esforços para a realização do acordo de 2015 com potências mundiais, que limitou o programa nuclear de Teerã em troca de um abrandamento das sanções impostas ao país.

O governo do presidente Donald Trump se retirou unilateralmente do acordo nuclear em 2018 e voltou a impor sanções. Assim, pró-reformistas e moderados que apoiam o governo de Rouhani passaram a sentir uma situação instável. A economia iraniana se deteriorou, resultando em frequentes manifestações contra o governo.

Muitos que são a favor de reformas não puderam participar da eleição por decisão de um organismo conservador denominado Conselho de Guardiões, que decide quem pode se candidatar.

Imprimir
Comentários