Na noite de segunda-feira (17), os policiais militares compareceram ao Pronto Atendimento Municipal (PAM), onde havia dado entrada uma vítima de disparo de arma de fogo.
No local, um adolescente de 16 anos explicou que saiu de carro com um jovem de 25 anos. Em determinado momento, o motorista pediu para o adolescente sair do veículo e ir em direção ao Terminal Rodoviário, o qual retornou após 15 minutos.
No momento que o menor de idade entrou no veículo, aproximou uma motocicleta de cor cinza, provavelmente uma Honda/Tornado, ocupada por dois indivíduos que estavam usando capacetes de cor rosa, sendo que o carona sacou uma arma de fogo e efetuou um disparo, atingindo o rosto do jovem de 25 anos.
Os suspeitos fugiram tomando rumo ao centro da cidade. A vítima conduziu o veículo até o PAM, onde foi atendida pelo médico de plantão.
O adolescente disse ainda que foi atingido de raspão pelo projétil, o que lhe causou um arranhão do lado esquerdo do peito.
O proprietário do veículo contou que a vítima lhe pediu o carro emprestado, dizendo que o devolveria rapidamente, e não disse aonde iria. O médico de plantão disse aos militares que o projétil transfixou o rosto da vítima, entrando pelo lado esquerdo e saindo pelo lado direito, disse ainda que o estado da vítima era estável, e que naquele momento estava sedada e impedida de prestar esclarecimentos.
Os militares foram ao Terminal Rodoviário, suposto local dos fatos, e em contato com populares foi constatado que ninguém ouviu nenhum disparo de arma de fogo.
Foi encontrada nas vestes da vítima a quantia de R$481. Em contato com a mãe da vítima, ela disse que o filho não tem CNH, por isso, o proprietário do veículo foi conduzido até a Delegacia de Polícia por lhe ter entregado a direção do veículo. O automóvel foi removido pelo Socorro Retina e está à disposição da autoridade policial.
Foi realizado rastreamento juntamente com as outras viaturas na tentativa de localizar algum suspeito, contudo, até o momento os indivíduos não foram identificados, nem localizados, porém, o rastreamento continua.

print
Comentários