Wyslan Vinicius Teixeira Barbosa, de 26 anos, que foi preso na noite dessa quinta-feira (22), depois de tentar matar um homem de 30 anos em Nova Serrana, está na lista dos mais procurados de Minas Gerais. A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP) informou que ele é o segundo da lista em Minas Gerais, de um total de 12 dos mais perigosos, e que foi retirado de circulação.

De acordo com a assessoria de comunicação da SESP, o jovem, também conhecido como ‘Barriga’, tinha mandados de prisão por homicídio qualificado e roubo tentado e é suspeito de envolvimento na explosão de caixas eletrônicos no município de Mato Verde, no Norte de Minas, em fevereiro deste ano.

‘Procura-se’

O Programa ‘Procura-se’, que foi lançado em dezembro de 2017 e prioriza alvos suspeitos de integrar quadrilhas e praticar explosões de caixas eletrônicos e roubos a bancos. Os alvos, segundo a SESP, foram escolhidos levando-se em consideração a prática reiterada de crimes graves, como homicídio, roubo e tráfico de drogas e a relação com a prática de explosão de caixas eletrônicos no Estado.

Ainda em dezembro, Carlos Leandro de Faria, de 21 anos, foi o primeiro da lista a ser detido. Ele chamou a atenção dos militares quando trafegava pelo Bairro Parque das Américas, em Uberaba, no Triângulo Mineiro, em veículo clonado, junto com outros dois indivíduos, que também foram detidos.

A escolha dos 12 nomes que compõem a lista do Procura-se foi realizada pela força-tarefa contra explosões de caixas eletrônicos. As inteligências e áreas operacionais da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Secretaria de Administração Prisional (Seap) e Corpo de Bombeiros Militar estão envolvidas no projeto.

Divulgação dos alvos

A divulgação dos procurados ocorre em todos os 853 municípios do Estado e também em cidades de outros estados das áreas de divisas. A distribuição em outros Estados foi possível graças à participação de Minas no Pacto Integrador de Segurança Pública. O acordo é o maior colegiado de segurança pública já existente voltado para planejamentos e ações conjuntas e conta hoje com 22 Estados.

Para conhecer todos os procurados, o cidadão pode acessar um site disponibilizado para a campanha. No endereço eletrônico, encontrará a foto de todos os 12 indivíduos, com detalhamentos sobre atuação do criminoso, região onde pratica a maioria dos crimes, idade, apelidos, mandados em aberto etc.

(Foto: SESP/Divulgação)

 

Imprimir

Fonte:

G1