A Justiça francesa convocou um cachorro para depor como testemunha na investigação da morte de um morador de Paris. Batizado de ´Scooby´, o cão será chamado ao tribunal e confrontado com os suspeitos de terem matado seu dono, encontrado morto em um apartamento no centro da capital francesa.

Inicialmente, a polícia acreditava que a morte do homem de 59 anos se tratava de um suicídio. Mas, após a insistência da família em investigar as causas da morte, o caso foi levado à Justiça. De acordo com reportagem do jornal britânico ´Daily Telegraph´, o cão teria ´latido ferozmente´ durante uma audiência preliminar ao ser colocado em frente a um dos suspeitos do crime.

O juiz Thomas Cassuto deve decidir em breve se há evidências suficientes para levar o suspeito a julgamento. Ele, no entanto, elogiou a ajuda dada por ´Scooby´ às investigações. Ele tem um comportamento exemplar, afirmou. Segundo Cassuto, é a primeira vez na história que um cão participa de um processo judicial como testemunha.

Imprimir
Comentários