Com as chuvas que caíram nos últimos meses, o nível de água no Lago de Furnas está bem próximo da cota máxima de 768 metros em relação ao nível do mar. Na semana passada, mais precisamente no dia 30, a cota estava em 767,54 e ontem, dia 5, já havia subido para 767,55.
Devido ao volume de chuva, muita água está sendo vertida, ou seja, está saindo sem ser turbinada para a geração de energia elétrica. De acordo com dados do setor de Operação da Furnas Centrais Elétricas, foram 1.056 metros cúbicos por segundo no dia 28. Neste mesmo dia, entraram 1.700 metros cúbicos de água por segundo na represa e a quantidade de água utilizada para a geração de energia foi de 2.190 metros cúbicos.
A cota registrada em 2009 mostra que o volume de chuvas tem sido maior do que nos últimos quatro anos. Para se ter uma comparação, no dia 30 de janeiro de 2006 a cota do Lago de Furnas era de 766,69 metros, mesmo volume registrado no mesmo dia em 2007. Já em 30 de janeiro de 2008 a cota estava em 763,18 metros e, este ano faltou pouco para chegar à cota máxima.

Imprimir
Comentários