A cidade de Lagoa da Prata, no Centro-Oeste de Minas, tem um dos novos casos confirmados do vírus Influenza A (H1N1), que ficou conhecido como gripe suína ou a nova gripe. A confirmação foi feita na terça-feira passada (23), durante entrevista coletiva na Secretaria de Estado da Saúde, em Belo Horizonte.
O caso foi registrado em um chileno que estava a trabalho em Lagoa da Prata. O resultado positivo do exame foi divulgado pelo médico Júlio de Castro, do Serviço de Vigilância Epidemiológica do município, e pelo infectologista Léssio Vasconcelos, do Hospital São Carlos.
O chileno, de 23 anos, passou mal no dia 15 de junho e foi atendido no Hospital São Carlos, com febre, tosse, dor de garganta e dor no corpo. Como o paciente veio de um país onde já foram registrados mais de 4 mil casos da doença, o jovem foi internado em uma área isolada do hospital, onde permaneceu por seis horas. Segundo informações da Secretaria de Saúde de Lagoa da Prata, foi feita uma coleta do material biológico do paciente e ele foi transferido para o Hospital Eduardo Menezes, em Belo Horizonte.
O nome da empresa onde o chileno prestou serviços não foi informado. Apesar da confirmação do caso, o infectologista Léssio Vasconcelos disse que não há motivo para preocupação por parte dos moradores. A equipe médica e os funcionários da empresa que tiveram contato com ele estão sendo monitorados. O jovem já recebeu alta e retornou ao Chile.
591 casos confirmações no Brasil
No sábado (27), foram registrados no Brasil 69 novos casos de infecção pelo vírus da nova gripe. Com esses registros, o total de casos da doença confirmados no país chega a 591. De acordo com boletim do Ministério da Saúde, esse número inclui os casos informados pelos três laboratórios de referência para o diagnóstico da doença (Fundação Oswaldo Cruz/RJ, Instituto Evandro Chagas/PA e Instituto Adolf Lutz/SP) e/ou pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.
O Ministério informou ainda que, para todos os casos, estão sendo realizados busca ativa e monitoramento de todas as pessoas que estabeleceram contato próximo com esses pacientes.
Em Minas Gerais, até a última sexta-feira (26) havia 88 casos suspeitos e 58 confirmados de Influenza A, até essa data, 108 casos tinham sido descartados.

print
Comentários