Diversas pessoas estiveram no sábado, 29, no Museu Histórico Municipal Francisco Fonseca para prestigiarem o lançamento do livro ?Sinfrônio Rezende – O Escultor da Esperança? (A história de um operário comunista, escultor e pensador), escrito em parceria com o jornalista Hudson Brandão.
Participaram do evento: o Prefeito Aluísio Veloso e a primeira-dama Zélia Veloso, secretários municipais, a artista plástica Maria José Boaventura e seus familiares, o comunicador Claudinê Sílvio dos Santos e admiradores da arte e das letras.
Sinfrônio Rezende é formiguense e deixou o município aos três anos de idade. Para a cerimônia, vieram suas três filhas: Márcia Fazito Rezende, Vânia Maria Fazito Rezende e Beatriz Fazito Rezende, acompanhada de seu esposo Antônio Carlos Fernandes e a amiga da família Maria do Carmo Pires.
O artista já realizou exposições no mundo inteiro e atualmente mantém seu ateliê em Carmo do Cajuru, onde continua a fazer suas esculturas. Para o lançamento de seu livro em Formiga, ele trouxe diversas obras que foram expostas no Museu Municipal e despertaram a curiosidade e a admiração de todos.
Aos 90 anos de idade, Sinfrônio Rezende demonstra vigor e entusiasmo. Durante seu discurso, falou sobre vida, política, cultura e da primeira visita de suas filhas a Formiga, que segundo ele, gostaram muito da cidade.
O prefeito Aluísio Veloso falou do orgulho da comunidade formiguense em ter um grande artista e o impressionou com uma inesperada surpresa. O Chefe do Executivo conseguiu a certidão de batismo do escultor e deu de presente ao visitante.
Sinfrônio ficou emocionado e destacou: ?Não há presente melhor do que esse?. E brincou dizendo: ?Agora vai ser difícil Formiga ficar livre de mim?.
Durante o evento, também foi comemorado o aniversário de Sinfrônio, que já declarou ter um segundo livro escrito e que pretende voltar a Formiga outras vezes. Até o final de abril, as esculturas ficarão à mostra no Museu Municipal. O livro também pode ser adquirido no mesmo local e custa R$ 25.

print
Comentários