O leite materno é o melhor alimento para o bebê. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que os bebês recebam o leite materno até, pelo menos, dois anos de idade e ele deve ser o único alimento até, pelo menos, os seis primeiros meses de vida.
Especialistas alertam que o ideal é que os bebês, logo após o nascimento, sejam colocados em contato com a mãe o quanto antes, sem o mínimo de intervenções. Atos como pesar e medir devem ser feitos depois. Mamadeiras e chupetas devem ser evitadas por oferecer risco de contaminação do leite e também por desestimular o corpo da mãe a produzir mais leite.
O aleitamento na primeira hora de vida é extremamente importante. O colostro (leite ainda em formação, mas rico em anticorpos) é responsável pela imunização da criança e aumenta a capacidade de proteção contra infecções, principal causa da mortalidade de recém-nascidos. Depois disso, a primeira mamada também estimula a produção do leite materno e agiliza a liberação do hormônio ocitocina, que induz as contrações do útero e evita hemorragias pós-parto.

print
Comentários