Desde o início de 2012, o saldo de mortos por gripe suína em Minas Gerais é de 28 pessoas. A quantidade, divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta quarta-feira (22), já é sete vezes maior que o número registrado em 2011. Segundo o balanço oficial, o último caso confirmado foi em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, onde houve a primeira morte pela doença.
A relação ainda não inclui o óbito confirmado nesta terça-feira (21) pela Secretaria Regional de Saúde de Divinópolis. De acordo com o órgão do Centro-Oeste do estado, uma idosa de 81 anos morreu no dia 23 de julho em decorrência do vírus Influenza A. De acordo com o balanço da SES, atualmente há 14 casos de morte sob investigação.
Entre as mortes por gripe suína no estado, não há nenhuma vítima com menos de dez anos. A faixa etária em que se concentra o maior número de mortes (15) é a entre 40 a 59 anos. Nesse mesmo grupo de idade também está a quantidade mais alta de casos sob análise da Secretaria (33). Na capital, são investigados 16 casos.
De acordo com a lista da SES, Contagem, na região metropolitana de BH, Uberlândia e Pedrinópolis, no Triângulo Mineiro, são as cidades do estado onde se registram mais ocorrências de mortes. Novo balanço oficial será divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde na semana que vem.

print
Comentários