Um dia após ter sido diagnosticado com câncer na laringe, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se mostrou tranquilo e confiante no tratamento que será iniciado nesta segunda-feira (31). Ele ficou em casa, descansando e poupando a voz, mas disse a amigos que espera se recuperar a tempo de desfilar no Carnaval de 2012.
Corintiano fanático, ele será homenageado pela Gaviões da Fiel (agremiação ligada à torcida do clube paulista) com o samba-enredo Verás que o filho fiel não foge à luta – Lula, o retrato de uma nação.
A intenção foi revelada pelo vereador Arnaldo Godoy, vice-presidente do PT de Belo Horizonte. Falei com ele por telefone pela manhã. Ele estava com a voz mansa, mas animado, e disse que pretende sair na Gaviões, contou.
A presença do ex-presidente era esperada no Carnaval deste ano, mas não se confirmou. Ele desfilaria pela Tom Maior, que homenageou a cidade de São Bernardo do Campo.
Segundo Godoy, Lula passaria a tarde em frente à TV para assistir ao jogo entre Corinthians e Avaí pelo Brasileirão. Antes da partida, os jogadores exibiram uma faixa em homenagem ao ilustre torcedor.
Recluso, o ex-presidente evitou até a varanda do apartamento. A única aparição foi num relance, enquanto brincava com o neto Pedro, de 1 ano.
A única visita foi a do diretor de cardiologia do hospital Sírio-Libanês e médico pessoal de Lula, Roberto Kalil. Ao sair, Kalil confirmou que o ex-presidente está extremamente bem-humorado e confiante.
É claro que fica assustado. É um ser humano, antes de ser a pessoa pública que é. Mas está tranquilo e em nenhum momento percebi que ele esteja temeroso, declarou. Segundo Kalil, Lula deve chegar ao Sírio-Libanês às 9h de hoje para a primeira sessão de quimioterapia. Ele passará todo o dia e a noite no hospital.
O médico esclareceu que, ao contrário do que havia sido divulgado, o tratamento por radioterapia não será aplicado num primeiro momento.
Kalil evitou falar sobre as possibilidades de atuação política do ex-presidente durante o tratamento, mas afirmou que, segundo os médicos oncologistas que avaliaram o quadro, não há risco de Lula perder a voz.
O resultado da biópsia será divulgado em poucos dias. O material será avaliado no exterior, o que, segundo Kalil, é um procedimento rotineiro. (Com agências)
Viveremos e venceremos, declara Chávez
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que passa por tratamento contra um câncer, manifestou apoio ao ex-presidente Lula, a quem chamou de irmão. A mensagem foi divulgada por meio de nota oficial.
Lula, irmão, viveremos e venceremos!, diz o comunicado. Estarei atento ao desenrolar de seu processo, como ele tem estado junto a mim na circunstância que vivi e estou superando, conclui Chávez, que revelou ter câncer em junho deste ano. Ele permanece em tratamento em Cuba.
Além do venezuelano, outros líderes políticos da América Latina já tiveram a doença. Entre eles estão o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, e a própria presidente do Brasil, Dilma Rousseff, que teve um linfoma curado em 2009, pouco antes de ser eleita.

print
Comentários